Akita




Tem uma aparência de um ursinho e atraem bastante os olhares e os gostos de quem procura um cão fofinho. É um excelente cão de guarda e de companhia, tem seu porte grande e poderoso, gosta muito de regiões frias. Sua origem é Japonesa.

É a única raça que tem um monumento natural em seu pais de origem, foi desenvolvida para a caça de grande animais com os ursos, alces e até javalis.

O Akita é um cão grande tipo Spitz, corajoso, independente e teimoso, muito dedicado e vai proteger os membros da família. É reservado com estranhos e pode ser agressivo com outros cães. Ele tem um instinto dominador. Não é considerado muito latidor, o que é muito interessante para quem mora em apartamentos, apesar dele precisar de espaço para a pratica de exercícios físicos.

HISTÓRIA E ORIGEM DA RAÇA AKITA

O Akita moderno remonta desde o século 17, quando um nobre que gostava bastante de cães, esteve exilado na Prefeitura de Akita na ilha de Honshu, uma área  e frio intenso durante o inverno, por isso seu nome. Ele desafiou os proprietários locais para competirem na criação de uma raça de poderosos cães de caça. Esses cães se destacaram na caça de ursos, veados e javalis, mantendo o caçador distante.  Esses primeiros cães foram chamados de matagi-inu, que significa cão de caça.

No final de 1800, ele passou a ser usado como cão de luta, e alguns acabaram sendo cruzados com outras raças, na tentativa de melhorar essas habilidades para combate. Em 1927, foi formada a Sociedade Akita-inu Hozankai do Japão para preservar o Akita original, e em 1931 o Akita foi nomeado uma das riquezas naturais do Japão.

O Akita mais homenageado e conhecido de todos os tempos foi Hachiko, que esperava seu dono todas as noites na estação de trem para acompanhá-lo até em casa. Um dia, quando seu dono morreu no trabalho, Hachiko esperou por ele e continuou a voltar e a esperar todos os dias até sua morte, nove anos depois, em 8 de março de 1935. Hoje, há uma estátua e uma cerimônia feita anualmente que prestam uma homenagem à lealdade de cachorrinho tão especial.

O primeiro Akita chegou a América em 1937, quando Helen Keller trouxe um do Japão. Logo após a Segunda Guerra Mundial, o Japão passava dificuldades e racionamento de comida, com isso muitos cães acabaram morrendo, poucos exemplares restaram. Os soldados que voltaram para casa, traziam consigo os Akitas do Japão. A popularidade da raça cresceu lentamente até receber o reconhecimento AKC em 1972. Desde então, ele tem conquistado admiradores e continua crescendo em popularidade. Hoje o Akita é usado como cão policial e cão de guarda no Japão.

TEMPERAMENTO E COMPORTAMENTO DO AKITA

Por trás de um corpo robusto e uma postura de valente, o Akita é fiel, calmo, dócil, receptivo, é bastante territorial também. É um bom cão de guarda e costuma proteger a familia e a propriedade, também é muito corajoso e destemido. Não costuma latir em excesso, porém pode uivar para pedir algo.

Precisa de disciplina e mão firme, por isso não é muito indicado para tutores não muito experientes. É conhecido pela sua teimosia, ou seja, se ele se recusar a realizar algum comando como “ficar” ou “sentar”, não é porque ele não está te entendendo, mas simplesmente porque ele não está a fim ou quer tirar uma com a sua cara.

Mostra-se indiferente a estranhos, em relação a outros cães, deve manter uma boa convivência social desde cedo.

APARÊNCIA FÍSICA DO AKITA

É um cão que tem o pelo duro, reto e liso e o sub pelo é macio e oleoso tornando seu pelo praticamente impermeável e muito resistente ao frio, é excelente para a caça na água. Seu porte é grande, tem movimentos ágeis e preciosos. Seu corpo é encorpado e tem estrutura óssea pesada.

A cabeça do Akita tem tamanho proporcional ao corpo, testa larga, stop definido, com focinho moderadamente comprido, forte, mais largo na raiz e trufa volumosa. Os olhos são moderadamente separados, relativamente pequenos e apresentam formato triangular, de cor marrom escuro. As orelhas são grossas, triangulares, relativamente pequenas e ligeiramente arredondadas nas pontas. A cauda é inserida alta, grossa, portada bem enrolada sobre o dorso.

A cernelha e a garupa são revestidas com um pelo um pouco mais comprido e na cauda o pelo é mais longo do que o resto do corpo.

 COR E PELAGEM DO AKITA  

A cor pode ser o vermelho-fulvo, sésamo (vermelho com pontas pretas), tigrado e branco. Todas as cores acima menos a cor branca, devem apresentar o Urajiro, que é a pelagem esbranquiçada nas laterais do focinho, bochechas, em baixo do queixo, pescoço e ventre, no lado inferior da cauda e parte interna dos membros.

Seu pelo externo é duro, liso e reto, o subpelo macio e denso, a cernelha e a garupa são revestidas com um pelo ligeiramente mais comprido e o pelo da cauda é mais longo que o do resto do corpo.

CUIDADOS, SAÚDE E BEM ESTAR DO AKITA  

O Akita precisa de exercícios diários uma boa caminha de 20 a 30 minutos por dia sempre na coleira já são suficientes para manter uma saúde física e mental. Não faz bem deixa-lo sozinhos, precisam muito da companhia do seu tutor e da familia, pois muito tempo sozinhos, podem se tornar agressivos e ter traços anti-sociais.

Escovar os pelos semanalmente é bom para a remoção dos pelos mortos, que muitas vezes ficam presos e podem acabar embaraçando. Nos períodos de queda de pelo as escovações devem ser diárias. Banhos são indicados semanalmente ou quinzenalmente.

A raça Akita tem predisposição à doenças como a síndrome de dilatação-volvo-gástrica, dermatites, displasia do quadril e cotovelo, atrofia progressiva da retina e hipertireoidismo.

Ao procurar por filhote dessa raça para a venda, deve-se agir de forma cautelosa, pois não se trata de uma raça muito popular e procurada aqui no Brasil; assim, é preciso buscar um filhote em um canil especializado, se possível, e verificar de perto a procedência do animal.

As unhas devem ser aparadas uma ou duas vezes ao mês, caso não forem gastas naturalmente, se você ouvir suas unhas batendo no chão, significa que elas estão longas demais. As unhas dos cães possuem artérias, se você cortá-las demais causará sangramento e o seu cão pode não querer cooperar nas próximas vezes. Por isso, se você não tiver experiência ou não se sentir confiante para a tarefa, procure ajuda profissional. Importante checar também suas orelhas pelo menos uma vez por semana e procurar por sujeira, vermelhidão ou mau cheiro que possam indicar infecções. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas.

PREÇO

O Valor varia de  R$1.500,00 a R$ 3.500,00

Ficou com alguma dúvida sobre esta raça de cãozinho? Deixe sua pergunta nos comentários ou nos siga nas redes sociais através do Facebook.

Comentários

comentários