American Staffordshire Terrier




O American Staffordshire Terrier é um guarda notável, é muito inteligente, fiel ao seu dono, tem reputação de ser violento e agressivo, mais quando bem educado se mostra obediente e possui uma facilidade de adaptação incrível, por outro lado, se a agressividade for estimulada com métodos firmes, ele pode tornar-se um animal incontrolável e suas mandíbulas podem causar danos enormes para qualquer outro animal, inclusive os maiores que ele.

Ele necessita de uma socialização desde filhote, pois são muito determinados e não gostam de ficar próximos a outros cães, principalmente do mesmo sexo.

O  American Staffordshire Terrier é uma das três principais raças geralmente consideradas “Pit Bulls”. Isso criou a estigma de cães brigões. Sua tremenda lealdade, tenacidade e natureza foram explorados nos ringues de luta de cães. Mas nas mãos de proprietários amorosos e dada a quantidade certa de socialização, treinamento, atenção e amor, eles são dóceis e cães de família afetuosos.

HISTÓRIA E ORIGEM DA RAÇA AMERICAN STAFFORDSHIRE TERRIER

O American Staffordshire Terrier é descendente do Terrier de Staffordshire, oriunda dos Estados Unidos, mas com raízes em na Inglaterra, em Staffordshire. Ele e o Staffordshire Bull Terrier descendem da mesma linhagem, o cruzamento entre Buldogues e outras espécies de Terriers.

Criado entre os séculos XV e XVII  para  combates e para lutar contra touros. Entre as duas grandes guerras, os americanos gostavam muito desse tipo de espetáculo e faziam grandes apostas, por ter uma enorme coragem e sua grande resistência a dor, uma excelente capacidade para a coagulação do sangue (que foi útil quando foram feridos), a vontade de lutar até o fim e carinho inigualável com as pessoas. Também faziam parte da vida na fazenda, pois eram bons caçadores de ratos, caça de porco selvagem e na caça ao urso.

Um fato interessante a ser mencionado é que os antigos criadores destes cães consideravam como absolutamente necessário um atributo: a devoção para as pessoas. Se um cachorro de briga se revoltava contra uma pessoa ou mostrava agressividade com ela, era sacrificado imediatamente. Isto levou a raça a ter uma enorme personalidade amistosa com as pessoas e, por isso, nunca foi um perigo declarado para o homem.

Em 1936, o American Kennel Club aceitou o Pit Bull em seus registros, dando aos cães o nome de Staffordshire Terrier. Em 1972, foi alterado para American Staffordshire Terrier e caracteriza-se atualmente por ser um cão dócil, amoroso e divertido com a família.

TEMPERAMENTO E COMPORTAMENTO O AMERICAN STAFFORDSHIRE TERRIER

O American Staffordshire Terrier é forte, corajoso quando for bem educado  é extremamente dócil e brincalhão com toda a família. Inclusive, o Staffordshire convive muito bem com crianças de todas as idades. Ele gosta de estar na companhia dos seus donos, não gostando de momentos de solidão. Aliás, em virtude dessa característica e do seu porte físico, o Staffordshire é um excelente companheiro para exercícios físicos, como corridas ou passeios de bicicleta.

É um excelente cão de guarda ou cão protetor. Tem uma musculatura bem evidente, é obstinado e tenaz. É muito inteligente e bastante ágil.

O American Staffordshire Terrier, mesmo com seu porte médio e personalidade forte, é indicado para convívio em apartamentos e casas com pátios pequenos, desde que tenha caminhadas diárias na coleira com seus donos. Ele também gosta de correr e brincar com pequenos objetos, por isso, se existir um local cercado e seguro com espaço suficiente para o Staffordshire correr, será ótimo.

APARÊNCIA FÍSICA DO AMERICAN STAFFORDSHIRE TERRIER

O American Staffordshire Terrier da a impressão de grande força para seu tamanho, é um cão bem estruturado musculoso, porém, ágil e gracioso e profundamente ligado ao que o cerca, seu corpo forte e pequeno aparenta muita leveza.Tem a cabeça medianamente longa, o crânio largo e o stop marcado. As orelhas curta implantadas no alto são em forma de rosa (ponta para trás) ou semi eretas. Os olhos, redondos e de cor escura, são de inserção baixa e, além disso, afastados. Ele tem o dorso curto, o pescoço pesado, os ombros fortes e musculosos, o peito bem descido e largo. A cauda, curta em relação ao tamanho e fina na ponta, e caída e mantida na horizontal.

Muito confundido com outras raças, como o American Pit Bull Terrier, o Staffordshire Bull Terrier, o Bull Terrier ou o American Bully, o American Staffordshire Terrier apresenta diferenças notáveis com as raças citadas, apesar de sua semelhança. Sua estrutura óssea conta com pernas dianteiras mais robustas, enquanto que a cabeça apresenta uma testa larga, com focinho inclinado e orelhas sempre voltadas para trás. A pelagem é curta, densa e dura ao toque, e pode ser de qualquer cor.

Embora não tenha um tamanho exageradamente grande, o American Staffordshire Terrier destaca-se pela sua constituição compacta, quadrada e de porte musculoso. É considerado um cachorro de raça potencialmente perigosa, por este motivo, assim que for adulto deve usar sempre uma focinheira e uma trela.

COR E PELAGEM DO AMERICAN STAFFORDSHIRE TERRIER

O pelo é curto, denso e duro ao tato e brilhante..

Todas as cores são admitidas, unicolor, multicolor ou matizado.

CUIDADOS, SAÚDE E BEM ESTAR DO AMERICAN STAFFORDSHIRE TERRIER

Essa raça precisa de muito exercício físico, sendo necessário o uso de guia, coleira e focinheira para evitar problemas com outros cães. O treinamento do Staffordshire deve ser iniciado desde cedo, precisam de uma liderança forte, mas carinhosa e que saiba lidar com sua teimosia. Não estimule a agressividade de seu cão de forma alguma.

O cuidado com o pelo não é difícil, precisa somente que escove duas vezes por semana para manter a boa aparência.

Sempre verifique suas orelhas, patas, focinho, boca e os olhos se estão vermelhos ou com odor ruim. Isso pode ser sinal de infecção. Verifique também a pele se tem erupções cutâneas, vermelhidão ou  inchaço. Esses cuidados podem evitar um problema mais sério no futuro.

Forte e saudável, o American Staffordshire Terrier não apresenta grandes preocupações aos seus donos. No entanto, em virtude da sua alta tolerância a dor, alguns problemas pode vir a ser mascarados. As doenças mais comuns no Staffordshire são a displasia coxo femoral, hipotireoidismo e doenças cardíacas, alterações endócrinas, alergias cutâneas e neoplasias.

Ao procurar por filhote dessa raça para a venda, deve-se agir de forma cautelosa, pois não se trata de uma raça muito popular e procurada aqui no Brasil; assim, é preciso buscar um filhote em um canil especializado, se possível, e verificar de perto a procedência do animal.

As unhas devem ser aparadas uma ou duas vezes ao mês, caso não forem gastas naturalmente, se você ouvir suas unhas batendo no chão, significa que elas estão longas demais. As unhas dos cães possuem artérias, se você cortá-las demais causará sangramento e o seu cão pode não querer cooperar nas próximas vezes. Por isso, se você não tiver experiência ou não se sentir confiante para a tarefa, procure ajuda profissional. Importante checar também suas orelhas pelo menos uma vez por semana e procurar por sujeira, vermelhidão ou mau cheiro que possam indicar infecções. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas.

PREÇO

O Valor varia de  R$1.500,00 a R$ 5.000,00

Ficou com alguma dúvida sobre esta raça de cãozinho? Deixe sua pergunta nos comentários ou nos siga nas redes sociais através do Facebook.

Comentários

comentários