Basset Hound




O Basset Hound, um cãozinho de orelhas grandes, carinha fofa e um temperamento bem dócil. Tem uma personalidade bem forte e adora conviver com a familia, com crianças e com outros animais. São cães farejadores e tem um ótimo olfato.

Se seu amiguinho ficar muito tempo sozinho ele tende a latir bastante e pode desenvolver um comportamento destrutivo. Além disso, são bons companheiros e bastante gulosos, por isso seu tutor deve ficar atento aos alimentos de fácil acesso para esses peludos.

HISTÓRIA E ORIGEM DA RAÇA BASSET HOUND

A palavra Basset deriva do francês “Bas”, que significa “baixo” ou “anão”. Criado na França, em meados do século 17, durante a idade média, servia para caçar lebres e coelhos em terrenos de difícil penetração, seguiam a sua presa com facilidade, pois seu olfato é muito apurado que fica em segundo lugar entre os cães, atrás apenas do Bloodhound (Cão de Santo Humberto). O primeiro registro que se tem sobre os Basset Hound, ocorreu em 1585, quando o escritor francês Jacques du Fouilloux utilizou a figura de um desses animais em um livro ilustrativo de caça.

A raça surgiu do cruzamento entre vários cães, como o Basset D’Artois , e foi posteriormente enviada para a Inglaterra que foi cruzado com o Cão de Santo Humberto (Bloodhound) e o Beagle. Por fim, em 1800, as últimas linhagens de sangue foram desenvolvidas por criadores franceses, resultando no padrão ideal da raça atualmente.

Em 1866, os Basset Hound chegaram a Grã-Bretanha, através de Lord Galway, que importou um casal desta raça e esse casal produziu uma ninhada de cinco filhotes.. Ainda neste período, um criador da Inglaterra, chamado de Sir Everett Millais se tornava o “pai da raça” no país, uma vez que mantinha muitos esforços para criar e desenvolver a raça em seu canil e fazer ela virar popular no território inglês.

Sua apresentação oficial se deu no ano de 1916, quando foi reconhecida oficialmente American Kennel Club (AKC), mas já em 1885, os Basset Hound eram registrados, sendo o primeiro um cachorro chamado Bouncer.

 TEMPERAMENTO E COMPORTAMENTO DO BASSET HOUND

Possui um temperamento bem calmo e amável, muito apegado ao seu tutor e bastante carinhoso. É um cachorro brincalhão, amigável e extrovertido. De natureza paciente e extremamente tolerante, é conhecido por ser um grande companheiro para as crianças.

Quando filhote é bem agitado e brincalhão, já quando adulto se torna calmo e sonolento, gosta de uma boa soneca e não necessita de grandes doses diárias de exercício. Pequenas caminhadas são suficientes para não torná-lo um cão obeso. É também muito conhecido pelo seu inconfundível latido melodioso, forte e profundo.

O Basset Hound é muito paciente e calmo, se relaciona bem com outros cães. Não gosta de ficar sozinho por longos períodos, caso isso ocorra ele tem poderá latir em excesso e também poderá ser destrutivo. Adora sair farejando tudo por ai. Ele tende a ser teimoso e lento.

APARÊNCIA FÍSICA DO BASSET HOUND

A cabeça do Basset Hound pode apresentar uma pequena quantidade de rugas na testa e ao lado dos olhos. O focinho é esguio, não pontudo, com stop moderado e trufa inteiramente preta, com exceção dos cães de cor clara, quando a trufa pode apresentar-se nas cores marrom ou fígado. Os olhos são escuros, de expressão calma e séria, em forma de losango, nem proeminentes, nem inseridos muito profundamente. Os cães de cor clara podem apresentar olhos de cor castanho médio. As orelhas são inseridas abaixo da linha dos olhos, tipicamente longas, muito flexíveis, finas e de textura aveludada. A cauda do Basset Hound é bastante longa, forte na base, afinando para a ponta com moderada quantidade de pelos grossos na parte inferior.

Sua pele é flexível e elástica, mas sem exageros. O pelo do Basset Hound é curto, liso, macio e aderente, denso o suficiente para suportar qualquer condição climática. As cores são geralmente o preto, branco e marrom, ou o limão e branco, mas todas as cores características dos farejadores são igualmente aceitas, de acordo com o standard internacional da raça.

COR E PELAGEM DO BASSET HOUND

Basset Hound tem pelo liso, curto, que repele a sujeira e água. A pelagem é densa o suficiente para protegê-los de todos os tipos de clima.

Sua cor geralmente é preto, branco e marrom (tricolor) ou  marrom e branco (bicolor). Mais podem ter qualquer tonalidade.

CUIDADOS, SAÚDE E BEM ESTAR DO BASSET HOUND

Se atente principalmente ao peso do seu Basset, eles tem uma tendencia a obesidade, faça uma caminhada ou brinque no jardim e cuide de sua alimentação. Na hora da caminhada, cuide para que ele não corra muito e também não pule, essa raça tem uma tendencia bem grande de ter problemas na coluna, já que suas pernas são curtas, seu corpo é comprido e pesado.

Importante na hora do passeio sempre leva-lo na coleira, pois ele adora farejar e caso ele se interesse por algum cheiro durante o passeio será difícil de tira-lo de sua trilha, já que ele é muito persistente na hora da caça.

Banhos quinzenais são suficientes, com uma atenção especial às orelhas, às rugas e à região da boca, pois eles costumam ser bastante babões. Por causa das pálpebras caídas, o Basset poderá sofrer com elementos como poeira e pólen em seus olhos . Limpe frequentemente a região com algodão embebido em água filtrada, e você não terá problemas à vista.

A perda de pelo do Basset é considerada de média a alta. Por isso, manter o hábito de escová-lo semanalmente poderá evitar uma bagunça maior dentro de casa.

Tem predisposição à doenças como o Glaucoma, Trombofilia (um tipo de trombose), infecções de pele, especialmente nas dobras de pele e patas e problemas na coluna.

Ao procurar por filhote dessa raça para a venda, deve-se agir de forma cautelosa, pois não se trata de uma raça muito popular e procurada aqui no Brasil; assim, é preciso buscar um filhote em um canil especializado, se possível, e verificar de perto a procedência do animal.

As unhas devem ser aparadas uma ou duas vezes ao mês, caso não forem gastas naturalmente, se você ouvir suas unhas batendo no chão, significa que elas estão longas demais. As unhas dos cães possuem artérias, se você cortá-las demais causará sangramento e o seu cão pode não querer cooperar nas próximas vezes. Por isso, se você não tiver experiência ou não se sentir confiante para a tarefa, procure ajuda profissional. Importante checar também suas orelhas pelo menos uma vez por semana e procurar por sujeira, vermelhidão ou mau cheiro que possam indicar infecções. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas.

PREÇO

O Valor varia de  R$1.500,00 a R$ 4.000,00

Ficou com alguma dúvida sobre esta raça de cãozinho? Deixe sua pergunta nos comentários ou nos siga nas redes sociais através do Facebook.

Comentários

comentários