Bedlington Terrier




O Bedlington Terrier é um companheiro ativo e alegre.Tem necessidade de exercício do que outros Terriers, ele é curioso, carinhoso, que leva muito a serio o seu status como cão de guarda. Tem uma aparência curiosa, lembra muito um carneirinho, cuja a função principal era capturar coelhos. Sua fama se espalhou para fora da sua região de origem, tendo sido iniciada em 1877 uma associação para a criação da raça.

Tem um nível de atividade moderada necessita de uma longa caminhada diária ou alguma brincadeira mais enérgica. É um excelente cão de guarda, tendo um grande senso de humor e gosta de ser o centro das atenções.

HISTÓRIA E ORIGEM DA RAÇA BEDLINGTON TERRIER

A raça Bedlington Terrier é uma das mais antigas raças de cão na Grã-Bretanha, sendo desenvolvido no norte da Inglaterra, mas de onde ele veio é impreciso. Foi o resultado do cruzamento entre o Poodle, o Dandie Dinmont Terrier e o Whippet. Este cão era muito apreciado pelos mineiros no norte da Inglaterra, que usavam este cão para exterminar os ratos nas galerias. Os caçadores também o consideravam um perseguidor incansável de lebres, texugos e raposas. Uma teoria diz que ele viajava com os ciganos e costumavam caçar ratos e texugos nas fazendas pelas quais passavam, alguns fazendeiros gostaram tanto dos seus talentos que resolveram adquirir alguns cães para si.

A princípio, o Bedlington Terrier era chamado de Rothbury Terrier. O primeiro cão a ser realmente chamado de Bedlington Terrier, em 1825, foi Ainsley Piper, de propriedade de Joseph Ainsley de Bedlington. Piper caçou seu primeiro texugo quando tinha apenas 8 meses de idade, e ele ainda ensinava aos outros cães como foi caçar mesmo quando já estava velho, sem dentes e quase cego.

O National Bedlington Terrier Club foi fundado na Inglaterra, em 1877. O primeiro Bedlington Terrier a ser registrado pela American Kennel Club foi Ananias em 1886.

TEMPERAMENTO E COMPORTAMENTO DO BEDLINGTON TERRIER

O Bedlington Terrier é muito destemido, gentil, brincalhão, carinhoso, obediente, mas às vezes pode se recusar a obedecer tudo o que for contrário à sua vontade. Este é um cão que gosta muito de praticar esportes e aprecia correr.

É um ótimo cão de companhia. Na presença de outros cães, poderá se mostrar desconfiado somente no inicio, mas geralmente se adapta bem aos animais que moram junto com ele. Só partirá para a briga caso sinta que está sendo incomodado.

Adora agradar aos seus tutores e ama viver junto à família. É corajoso e defenderá a família quando acreditar que ela esteja sendo ameaçada, mesmo que o adversário seja maior ou mais forte que ele.

É comum que acabem escolhendo um líder entre os moradores da casa, que será o seu preferido e o seguirá para qualquer lugar. Mas isso não o impedirá de ser muito amável e querer estar junto à companhia dos demais moradores da casa, além de ser sociável também com pessoas estranhas.

APARÊNCIA FÍSICA DO BEDLINGTON TERRIER

É um cão gracioso, musculoso, sem traço de fragilidade ou aparência grosseira. A cabeça é arredondada e estreita, em forma de pera, coberta por uma pelagem sedosa e abundante, tem expressão doce e gentil, coberta por um sedoso e abundante topete de cor quase branca. Possui tronco musculoso e significantemente flexível e o dorso apresenta um arco natural sobre o lombo. Peito profundo e bastante largo. Corpo de comprimento ligeiramente maior que a altura, potente e elegante. Suas orelhas têm tamanho moderado e formato oval, inserção baixa, pendentes, rentes às bochechas, tem cor esbranquiçada e dispostas em franjas sedosas. Os olhos do Bedlington Terrier são pequenos e brilhantes, inseridos e fundos, com formato triangular. Sua cauda tem tamanho médio, afinando para a extremidade, com uma curva moderada e leve plumagem, portada para baixo, jamais para o dorso ou na horizontal. A raça tem um pelo bastante espesso e emaranhado que tende a enrolar.

COR E PELAGEM DO BEDLINGTON TERRIER

Sua pelagem é bem característica,  é espesso e feltrado, ficando bem afastado da pele, mas sem ser duro. Tem tendência a encaracolar, particularmente na cabeça e na região facial.

As cores podem ser azul, fígado ou areia, com ou sem castanho.

CUIDADOS, SAÚDE E BEM ESTAR DO BEDLINGTON TERRIER

São capazes de atingir altas velocidades, por isso é indicado uma área cercada com segurança. Eles podem viver em apartamento, desde que tenham um lugar seguro para se exercitar todos os dias, ou pelo menos 3 vezes na semana, caminhadas longas são ideais. A atividade física é essencial para que ele mantenha tanto a sua saúde física quanto mental. Mas, mesmo que ele se sinta bem à vontade em ambientes externos, o melhor é que não viva constantemente ao ar livre.

Os cães dessa raça são, em geral, bastante resistentes e saudáveis, além de não apresentarem um histórico de doenças especificas atribuída a eles. Tem predisposição à doenças como, a Toxicidade do cobre, Luxação, hipoplasia renal e distiquíase (crescimento do cílio para dentro do olho).

É essencial escovar e pentear, uma vez por semana e levá-lo a um estilista profissional, para manter a silhueta. O corte do pelo precisa ser feito com tesoura e é bastante complexo e meticuloso. É importante que a primeira tosa seja feita por um especialista por uma questão de capricho, e a grande vantagem da raça é que não há troca de pelos. A dieta deste cão deve descartar completamente pimenta, pão, molhos e certos peixes, todos os alimentos ricos em cobre, que é um elemento prejudicial e muito difícil de remover do organismo de um cão.

Na presença de estranhos, o melhor a ser feito é dar a ele um tempinho para se acostumar com as visitas, sendo observado pelos donos até que demonstre aceitar a presença da pessoa.É bom ter o cuidado de cercar os lugares onde o Bedlington Terrier não deverá mexer, pois, como ele é um animal bastante curioso, pode não se dar conta dos riscos existentes ao seu redor.

Da mesma forma que os gatos, o Bedlington Terrier é capaz de pular sem precisar tomar impulso, podendo saltar por grandes obstáculos. O motivo de tal façanha se deve à sua musculatura e força muscular, que trazem uma leveza e elasticidade típicas dessa raça.

Ao procurar por filhote dessa raça para a venda, deve-se agir de forma cautelosa, é preciso buscar um filhote em um canil especializado, se possível, e verificar de perto a procedência do animal.

As unhas devem ser aparadas uma ou duas vezes ao mês, caso não forem gastas naturalmente, se você ouvir suas unhas batendo no chão, significa que elas estão longas demais. As unhas dos cães possuem artérias, se você cortá-las demais causará sangramento e o seu cão pode não querer cooperar nas próximas vezes. Por isso, se você não tiver experiência ou não se sentir confiante para a tarefa, procure ajuda profissional. Importante checar também suas orelhas pelo menos uma vez por semana e procurar por sujeira, vermelhidão ou mau cheiro que possam indicar infecções. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas.

PREÇO

O valor varia de  R$2000,00 a R$ 4.000,00

Ficou com alguma dúvida sobre esta raça de cãozinho? Deixe sua pergunta nos comentários ou nos siga nas redes sociais através do Facebook.

 

 

 

 

Comentários

comentários