Borzoi




A raça Borzoi não é muito conhecida no Brasil, é um cão de grande porte, possui um aspecto elegante e grande harmonia de formas e movimentos, mas é uma raça encantadora, tem um espirito de caçador, tem uma capacidade grande de enxergar a longas distâncias, muito ágil e veloz.

É um cão muito companheiro, não é muito enérgico, é calmo e inteligente, tem uma natureza descontraída,  pode ser um pouco teimoso, mas nada que impeça o treinamento.

HISTÓRIA E ORIGEM DA RAÇA BORZOI

O Borzoi faz parte do grupo de Galgos cujas origens não são exatamente conhecidas. Há muitas histórias diferentes sobre a criação deste cão aristocrático de olhar tão poderoso. Sabe-se que seu país de origem é a Rússia desde os seculos 13, eram primeiramente conhecidos como Wolfhound russo, e eram utilizados para a caça ao lobo, raposas e as lebres. O primeiro padrão foi definido em 1600 em um livro de regras de caça com Borzoi.

Durante a Revolução de 1917 quase que a raça foi dizimada, os russos retornaram a criação a partir de exemplares poupados e de animais importados.

Para proteger e preservar as características da raça, em 1873 os russos criaram a Imperial Association, onde os membros da associação eram Grão-Duque Nicolau, o tio do Czar Nicholas II, e Artem Boldareff, um rico proprietário de terras.

Um homem chamado William Wade da Pennsylvania, comprou na Grã-Bretanha o primeiro Borzoi nos Estados Unidos e foi nomeado de Elsie, que não tinha uma boa aparência, aparentemente, sendo descrita como “pequena, leve e magricela”, então outro americano, C. Steadman Hanks, visitou a Rússia na década de 1890 e importou Borzois diretamente de sua terra natal para estabelecer seus Kennels Seacroft.

As caçadas realizadas eram grandes eventos, mais de 100 Borzois podiam participar de uma única caçada. Batedores e cães farejadores buscavam os rastros do lobo, seguidos por caçadores a cavalo, geralmente um par ou um trio composto por dois machos e uma fêmea de Borzois eram soltos quando o lobo era encontrado. Os cães atacavam ao mesmo tempo, cercando o lobo até que o caçador chegasse para amarrar o lobo e, muitas vezes, soltá-lo logo depois.

O primeiro Borzoi registrado com no American Kennel Club foi  Princess Irma em 1891. Em 1903, Joseph B. Thomas contribuiu para a criação da raça na América, fazendo três viagens à Rússia para comprar cães do Perchino Kennel do Grão-Duque Nicholas e do Woronzova Kennel of Artem Boldareff. O Borzoi Club of America, então conhecido como o Russian Wolfhound Club of America, foi formado nesse mesmo ano.

Em 1936, o nome da raça foi mudado de Wolfhound Russo para Borzoi. Hoje, há pouca diferença entre o Borzoi em sua sala de estar e seus antepassados ​​na Mãe Rússia. Ele permanece o mesmo, alto e glamouroso que era um dos grandes tesouros da Rússia czarista.

TEMPERAMENTO E COMPORTAMENTO DO BORZOI

É uma raça muito elegante e discreta. Adoram correr longas distâncias e acabam caçando qualquer animal que estiver correndo. Ele é independente, mas bastante sensível. Geralmente se dá bem com crianças e alguns podem ser tímidos. Ele é desconfiado com estranhos.

Como o Borzoi é uma raça de caça, não costuma latir muito, porém costuma uivar algumas vezes, o que pode incomodar os donos que preferem o silêncio.

São amorosos, educados e tranquilos, cria laços afetivos muito fortes com seu dono, dando-lhe fidelidade extrema. O Borzoi é uma ótima raça para se ter como companhia, unindo as características físicas de um bom cão de caça, forte, elegante e as características de um cão de companhia, dócil e sereno.

APARÊNCIA FÍSICA DO BORZOI

Tem aparência aristocrática, de tamanho grande. As fêmeas são geralmente mais longas que os machos. Tem a sua cabeça, estreita e longa, é seca e delicadamente entalhada. Ela se afina progressivamente até o nariz, com trufa importante. Colocados obliquamente, os grandes olhos amendoados, cor de avelã ou castanho-escuro, são expressivos. As pequenas orelhas, macias e móveis, são implantadas acima da linha dos olhos. Quando o cão está em alerta, elas são mantidas altas.
O pescoço, longo e seco, é achatado lateralmente. O tamanho imponente, a silhueta magra e a pelagem com flexos sedosos caracterizam esse cão bem equilibrado e elegante em todos os movimentos. Os membros são retos e musculosos, os ombros longos e oblíquos.

COR E PELAGEM DO BORZOI

Seu pelo é sedoso, macio e flexível, ondulado ou formando cachos curtos, mas nunca cachos apertados pequenos. Na cabeça, nas orelhas e nos membros, o pelo é acetinado (sedoso, porém mais pesado), curto, bem assentado. No corpo, o pelo é bastante longo e ondulado, na regiões das escápulas e da garupa, ele forma cachos mais finos, nas costelas e coxas, o pelo é mais curto, os pelos que formam as franjas, os “culotes” e o penacho da cauda são mais longos. O pelo do pescoço é denso e abundante.

Todas as combinações de cores, mas nunca com azul, marrom (chocolate) e nenhuma derivação dessas cores. Todas as cores podem ser sólidas ou manchadas.  As franjas, os “culotes” e o penacho da cauda são consideravelmente mais claros do que a cor de fundo. Para as cores encarvoadas, a máscara preta é típica.

CUIDADOS, SAÚDE E BEM ESTAR DO BORZOI

O Borzoi é uma raça pra ficar dentro de casa ao lado do tutor, eles gostam de conforto, por isso você terá que compartilhar sua cama, sofá ou qualquer outro peça da mobília que seja macio e confortável para ele se deitar. O ideal para eles é uma casa com quintal grande, chácara ou sitio. Eles não precisam de muito exercício, mas gostam muito de fazer longas corridas, mas ficam satisfeitos com uma caminhada de 20 a 30 minutos por dia.

Ele é um cão de caça nato, por isso irá perseguir qualquer animal que se mova, e  você definitivamente não será capaz de pegá-lo uma vez que ele decola, por isso se faz necessário um quintal cercado com muros altos.

Seu pelo tem uma bela textura, é sedoso e resistente à poeira e a lama, por isso é fácil de manter limpo. Realizar uma escovação três vezes por semana é muito indicado.

Tem predisposição à doenças como, síndrome de dilatação torção vólvulo gástrica, deverá ser alimentado em 2 a 3 refeições diárias, não exercitá-lo após a alimentação, podem ser sensíveis a anestesias.

Os dentes devem ser escovados pelo menos, duas ou três vezes por semana para remover o acúmulo de tártaro e de bactérias, diariamente seria muito melhor.

Mantenha o seu cãozinho em boa forma, medindo sua comida e alimentando duas vezes por dia em vez de deixar comida exposta o tempo todo. Se não tiver certeza se ele está acima do peso faça o teste do olho, primeiro, olhe para ele, você deve ser capaz de ver uma cintura. Em seguida, coloque as mãos nas costas, polegares ao longo da coluna vertebral, com os dedos abertos para baixo. Você deve ser capaz de sentir, mas não ver suas costelas sem ter que pressionar muito. Se você não puder, ele precisa de menos comida e mais exercício. Sempre consulte o seu veterinário para que o profissional acompanhe a alimentação de seu animal.

As unhas devem ser aparadas uma ou duas vezes ao mês, caso não forem gastas naturalmente, se você ouvir suas unhas batendo no chão, significa que elas estão longas demais. As unhas dos cães possuem artérias, se você cortá-las demais causará sangramento e o seu cão pode não querer cooperar nas próximas vezes. Por isso, se você não tiver experiência ou não se sentir confiante para a tarefa, procure ajuda profissional. Importante checar também suas orelhas pelo menos uma vez por semana e procurar por sujeira, vermelhidão ou mau cheiro que possam indicar infecções. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas.

Ao procurar por filhote dessa raça para a venda, deve-se agir de forma cautelosa, é preciso buscar um filhote em um canil especializado, se possível, e verificar de perto a procedência do animal.

PREÇO

O valor varia de R$1500 a R$3500

FOTOS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ficou com alguma dúvida sobre esta raça de cãozinho? Deixe sua pergunta nos comentários ou nos siga nas redes sociais através do Facebook e Instragram.

Comentários

comentários